27 de abr de 2009

OK, fui vencido

OK, fui vencido por esse "admirável novo mundo" das páginas pessoais que pululam na internet. O que vai surgir nesta página ainda é uma incógnita. Como disse no texto de boas vindas, pode ser que ela fique muito tempo sem ser atualizada. Tenho uma preguiça ancestral para a internet. Acho-a divertida e instrutiva às vezes, mas o fato de trabalhar o dia inteiro em frente a um computador faz-me perder qualquer vontade de ligar a máquina em casa. Mas, vamos ver no que dá.

Até que para quem só começou nesse ramo de páginas pessoais no sábado, 24/04/2009, a coisa está rendendo. Quem quiser, visite a página "Andarilho do Vento" (http://www.andarilhodovento.blogspot.com/), onde coloquei textos que escrevi entre as décadas de 80 e 90. É um pouco pretensioso, como são todos os arroubos adolescentes ou pós-adolescentes - como era o caso - mas não deixa de ser curioso. Aquele vai funcionar como uma vitrine dos meu sonhos literários de juventude. Este será um retrato mais real do escritor em que eu não me transformei.

Ah, sim. Ainda estou na fase dos textos todos em primeira pessoa. Acho que demanda muito tempo para se adquirir a experiência de escrever sobre o outro, como o outro, para o outro. Então, de certa forma, estou em sintonia com meu tempo - este em que todos estamos auto-centrados, cientes apenas de nós individualmente, nunca (ou raramente) coletivamente. Claro que a proposta, pelo menos para mim, será tentar vencer aos poucos essa distância que separa o "eu" do "nós" (ou "eu" + os "outros"). Quem sabe? Vai que dá certo...

Em algum momento, se eu conseguir aprender a mexer direito nas configurações desse "troço", pretendo que esta página seja uma criação coletiva, feita com alguns amigos. Assim quem sabe ela possa ficar mais interessante e o princípio do "nós" finalmente se instale. Aguardem.

Bem, o dever chama e eu preciso por o sal na mesa, ainda que seja só para consumo próprio.
Aos que chegaram até aqui, uma ótima semana e obrigado pela visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário