14 de nov de 2009

Zéfiro

É só abrir as janelas que o vento logo vem sequestrar as cortinas, aquele safado!!! E Elas todas dadas se deixam levar, umas perdidas é o que elas são! Depois de o vento ter soprado bastante, elas ficam ali, murchas, tristes, presas ao varão. O vento também faz isto com os cabelos, e eles ficam soltos, absortos num sonho de voar, deixando no rosto confuso um ar de despedida. O vento é um ser cheio de mistérios.


Por: Sandra Regina Rosado
Oferecido ao Alfarrábios em 14/11/2009, data de sua criação. De quebra, descobri que as manhãs de sábado são as mais inspiradoras para minha amiga. Porque hoje ainda é sábado.