19 de set de 2009

Apelo

Andarilho do vento
Sinto falta de palavras
Aquelas que mudam escalas
E criam outros tons e semitons
Na música diária sempre ficam
Palavras necessárias
E aquelas que esperamos
Não são ditas, desfalecem antes do suspiro
Aguardamos loucamente por elas
No silêncio nascem os detalhes
Há um turbilhão neles
Sabemos sua existência
As palavras apenas não querem
Sair do dicionário.

Por: Sandra Regina Rosado
Em: 04/08/2009